Corrosão em tubulação de gás: Neste artigo iremos mostrar as formas de corrosão, definições e medidas preventivas contra corrosão em tubos de gás e detalhes de extrema importância para sua segurança, a saber:

 

Definições

Corrosão em tubulação de gás na parede externa dos tubos

Oxidação de tubos de gás de aço

Corrosão interna nas tubulações de gás

Medidas preventivas

Medidas corretivas

 

video de manutenção em gás

Definições

A corrosão é um processo natural , que converte um metal refinado em uma forma mais quimicamente estável, como o óxido , o hidróxido ou o sulfureto . É a destruição gradual de materiais (geralmente metais ) por reação química e / ou eletroquímica com seu meio ambiente.

A oxidação eletroquímica de um metal, é gerada em reação com um oxidante, como oxigênio ou enxofre . Este tipo de dano produz normalmente óxido  ou sal do metal original, e resulta em uma cor laranja. A corrosão também pode ocorrer em materiais que não sejam metais, como cerâmicas ou polímeros , embora, neste contexto, o termo “degradação” seja mais comum. A corrosão degrada as propriedades úteis dos materiais e estruturas, incluindo sua resistência.

 

Corrosão em tubulação de gás na parede externa dos tubos

 

Corrosão galvânica

A corrosão galvânica ocorre quando dois metais diferentes têm contato físico ou elétrico entre si e estão imersos em um eletrólito comum , ou quando o mesmo metal é exposto a eletrólitos com diferentes concentrações. O metal mais ativo (o ânodo) corroe a uma velocidade acelerada e o metal mais nobre (o cátodo) corroe a uma taxa mais lenta. Quando imerso separadamente, cada metal corrói por sua própria taxa.

 

Outras formas de corrosão são:

 

 

Oxidação de tubos de gás de aço

Corrosão em Tubulação

A oxidação é descrita como uma reação eletroquímica entre o oxigênio e outras substâncias, como por exemplo um metal. Também pode ser descrito como uma perda de elétrons ou átomos de hidrogênio, o que resulta em um ganho de átomos de oxigênio.

A corrosão pode ser um componente da oxidação. É o processo natural que degrada as propriedades de um material, como a estrutura, a aparência, a força e a permeabilidade. A ferrugem também é um resultado comum da corrosão.

A corrosão é provocada por umidade, enquanto a oxidação ocorre quando o ar natural reage com os metal.

Quando o oxigênio reage com o aço para formar óxido de ferro (ferrugem) é uma reação de oxidação. Quando isso acontece nas tubulações provoca a corrosão.

Em outras palavras, o mecanismo químico da corrosão é principalmente devido a oxidação.

 

Corrosão interna nas tubulações de gás

 

A corrosão na parede interna de uma tubagem de gás pode ocorrer quando a parede do tubo é exposta à água e contaminantes no gás, como O 2 , H 2 S, CO 2 ou cloretos. A natureza e a extensão do dano de corrosão que podem ocorrer são funções da concentração e combinações específicas destes vários constituintes corrosivos dentro do tubo, bem como das condições de operação da tubulação. Por exemplo, a velocidade e a temperatura do gás na tubulação desempenham um papel importante na determinação de se e onde podem ocorrer danos por corrosão. Em outras palavras, uma composição específica de gás pode causar corrosão em algumas condições operacionais, e em outras não. A corrosão também pode ser causada ou facilitada pela atividade de micro-organismos que vivem na parede do tubo. Referido como corrosão micro-biologicamente influenciada, este tipo de corrosão pode ocorrer quando micróbios e nutrientes estão disponíveis na parede do tubo proporcionando locais favoráveis ​​à colonização de micróbios. A atividade microbiana, por sua vez, pode criar células de concentração ou produzir ácidos orgânicos ou gases produtores de ácido, tornando o ambiente agressivo para o aço carbono. Os micróbios também podem metabolizar compostos de enxofre ou enxofre para produzir produtos que são corrosivos para o aço.

 

Medidas preventivas

 

Um programa de controle de corrosão bem sucedido é uma prática periódica. Começa com um projeto efetivo e instalação correta da tubulação, executando métodos de controle de corrosão e mantendo e monitorando as tubulações de gás.  

>> Teste de estanqueidade em tubulações de gás.

 

Medidas corretivas

Geralmente em condomínios a melhor alternativa é isolar as tubulações existentes e executar novas tubulações aparentes em cobre.

Essa alternativa reduz o custo da obra pois evita parte de cortes e recomposição, é um processo mais rápido de solucionar o problema e facilita futuras alterações e manutenções

Segue alguns cases com fotos e vídeos de obras que a tubulação está aparente:

 

>> Cases de Sucesso- Cond Ed Grand Canyon

>> Condomínio Ed. Iveta Santos

 

ENG. FELIPE WAGNER

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.