Gerenciamento de risco de spda é obrigatório? O que é o gerenciamento de risco de SPDA que a norma NBR 5419 de 2015 solicita? Essas perguntas  são muito comuns entre os construtores e síndicos de prédios já habitados que não possuem esse documento do seu sistema de pára raio (SPDA)

Está interessado em saber o que a norma fala sobre gerenciamento de risco? Então leia esse artigo até o fim

Neste artigo iremos abordar os seguintes temas
O que é a norma NBR 5419 de 2015 ?
O que é a norma NBR 5419 de 2015 fala sobre gerenciamento de risco de SPDA?
Conclusão: Gerenciamento de risco é obrigatório?

 

 

O que é a norma NBR 5419 de 2015 ?

A norma NBR 5419/15 da ABNT, estabelece parâmetros de projeto de SPDA, instalação e manutenção.

Sua primeira edição foi em 22 de Maio do ano de 2015 e começou a ter validade em 22 de Junho do mesmo ano

Ela é dividida em 4 partes conforme descrito abaixo:

 

 

Parte 1 da NBR 5419: Princípios gerais

“Esta Parte da ABNT NBR 5419 estabelece os requisitos para a determinação de proteção contra descargas atmosféricas.

Esta Parte da ABNT NBR 5419 fornece subsídios para o uso em projetos de proteção contra descargas atmosféricas.

A aplicabilidade desta Parte da ABNT NBR 5419 pode ter restrições especialmente na proteção da vida humana quando for baseada em efeitos indiretos de descargas atmosféricas.

Esta Parte da ABNT NBR 5419 não se aplica a sistemas ferroviários; veículos, aviões, navios e plataformas offshore, tubulações subterrâneas de alta pressão, tubulações e linhas de energia e de sinal colocados fora da estrutura.

NOTA Usualmente, estes sistemas obedecem a regulamentos especiais elaborados por autoridades específicas.”

 

Parte 2 da NBR 5419: Gerenciamento de risco de SPDA

Esta Parte da ABNT NBR 5419 estabelece os requisitos para análise de risco em uma estrutura devido às descargas atmosféricas para a terra.

Esta Parte da ABNT NBR 5419 tem o propósito de fornecer um procedimento para a avaliação de tais riscos. Uma vez que um limite superior tolerável para o risco foi escolhido, este procedimento permite a escolha das medidas de proteção apropriadas a serem adotadas para reduzir o risco ao limite ou abaixo do limite tolerável.

A aplicabilidade desta Parte da ABNT NBR 5419 pode ter restrições especialmente na proteção da vida humana quando for baseada em efeitos indiretos de descargas atmosféricas.

Esta Parte da ABNT NBR 5419 não se aplica a sistemas ferroviários, veículos, aviões, navios e plataformas offshore, tubulações subterrâneas de alta pressão, tubulações e linhas de energia e de sinais colocados fora da estrutura.

NOTA Usualmente, estes sistemas obedecem a regulamentos especiais elaborados por autoridades específicas.

 

Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos à vida

Esta Parte da ABNT NBR 5419 estabelece os requisitos para proteção de uma estrutura contra danos físicos por meio de um SPDA – Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas – e para proteção de seres vivos contra lesões causadas pelas tensões de toque e passo nas vizinhanças de um SPDA.

Esta Norma é aplicável a:

  1. a) projeto, instalação, inspeção e manutenção de um SPDA para estruturas sem limitação de altura;
  2. b) estabelecimento de medidas para proteção contra lesões a seres vivos causadas pelas tensões de passo e toque provenientes das descargas atmosféricas.

NOTA 1 As prescrições contidas nesta Parte da ABNT NBR 5419 não são direcionadas a prover proteção contra falhas de sistemas elétricos e eletrônicos devido a sobretensões. Requisitos específicos para tais casos são providos na ABNT NBR 5419-4.

NOTA 2 Requisitos específicos para proteção contra descargas atmosféricas em turbinas eólicas são apresentados na IEC 61400-24 [9].

 

 

Parte 4: Sistemas elétricos e eletrônicos internos na estrutura

Esta Parte da ABNT NBR 5419 fornece informações para o projeto, instalação, inspeção, manutenção e ensaio de sistemas de proteção elétricos e eletrônicos (Medidas de Proteção contra Surtos ─ MPS) para reduzir o risco de danos permanentes internos à estrutura devido aos impulsos eletromagnéticos de descargas atmosféricas (LEMP).

Esta Parte da ABNT NBR 5419 não cobre a proteção total contra interferências eletromagnéticas devido às descargas atmosféricas, que podem causar mau funcionamento de sistemas internos.

Entretanto, as informações relacionadas no Anexo A podem reduzir, de forma satisfatória, os danos aos equipamentos e também ser usadas para avaliar tais perturbações. Medidas de proteção contra interferências eletromagnéticas estão relacionadas também na ABNT NBR 5410 e na série IEC 61000.

Esta Parte da ABNT NBR 5419 não trata em detalhes do projeto dos sistemas elétricos e eletrônicos em si.

 

O que é a norma NBR 5419 de 2015 fala sobre gerenciamento de risco de SPDA?

Gerenciamento de risco de spda

As Descargas atmosféricas são perigosas para as estruturas, linhas elétricas e eletrônicas das edificações, assim sendo os principais riscos decorrentes são:

— Dano a estrutura

— Falhas aos sistemas eletroeletrônicos associados,

— Ferimentos a seres vivos dentro ou perto das estruturas.

Esses danos ainda podem ser estendido ao locais próximos a descarga atmosférica e ao meio ambiente

O objetivo do gerenciamento de risco de SPDA é indicar quais medidas são necessárias para proteção das estruturas e pessoas

O gerenciamento de risco leva em consideração várias variáveis como:

As descargas consideradas na metodologia podem ser consideradas como efeito direto a estrutura ou próxima a ela, como por exemplo na linha de energia

O número das descargas atmosféricas que influenciam a estrutura depende das dimensões

e das características das estruturas e das linhas conectadas, das características do ambiente da estrutura e das linhas, assim como da densidade de descargas atmosféricas para a terra na região onde estão localizadas a estrutura e as linhas.

A probabilidade de danos devido à descarga atmosférica depende da estrutura, das linhas conectadas, e das características da corrente da descarga atmosférica, assim como do tipo e da eficiência das medidas de proteção efetuadas.

Conclusão: Gerenciamento de risco de SPDA é obrigatório?

Uma resposta direta a essa pergunta é sim, toda estrutura deve conter o gerenciamento de risco pois ele que vai definir se uma estrutura tem a necessidade do SPDA

Importante: A decisão de prover uma proteção contra descargas atmosféricas pode ser tomada independentemente do resultado da análise de risco, onde exista o desejo de que não haja este.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.