A instalação de gás residencial deve ser feita por profissionais capacitados e supervisionada por pessoas qualificadas (engenheiros). Isso porque problemas em tubulações ou outros componentes do sistema podem resultar em acidentes gravíssimos. É por isso que todos os componentes devem ainda ser testados antes do uso e passar por manutenções periódicas. Além da segurança, o sistema deve atender a necessidade do usuário.

A empresa contratada para instalação também avalia essa questão para que o modelo escolhido abasteça adequadamente os equipamentos que farão uso do combustível. Dessa forma, todo o projeto é traçado com base nessas informações. E o sistema deve ser fiel à ele. Abordamos nesse artigo os principais itens que os consumidores devem ficar atentos sobre instalação de gás (natural ou GLP). Está interessado em saber mais sobre instalação de gás residencial? Então leia esse artigo até o fim.

Quais as formas de abastecimento de gás?

Os gases que podem ser utilizados para fogões e aquecedores são o gás natural (GN) e o gás liquefeito de petróleo (GLP). Entretanto, existem casos nos quais um ou outro é mais indicado, além das diferenças no modelo de armazenagem. Veja o resumo de cada um deles.

Gás natural: Para instalação de gás residencial com GN, o primeiro passo é perguntar para a companhia de gás natural da sua cidade se já existem redes de distribuição na sua rua. Posteriormente, solicitar a visita de um engenheiro com objetivo de identificar quaisquer barreiras subterrâneas em sua propriedade (ou seja, sistema séptico, sistema de hidrante, linhas elétricas subterrâneas, tanques de óleo, poço, etc.). Caso as tubulações estejam disponíveis, é possível instalar o sistema mesmo em residências comuns.

GLP: Verifique se o seu condomínio possui um local de armazenamento dos cilindros de gás, denominado central de gases. Depois, faça contato com uma companhia de gás, como por exemplo a Nacional Gás. Aliás, em condomínios, normalmente usa-se o GLP, já que ele pode ficar armazenado no próprio local.

OBS: Em ambos os casos é importante o condomínio possuir um projeto de combate a incêndio, indicando o sistema de gás aprovado pelo Corpo de Bombeiros.

Componentes do sistema da instalação de gás residencial 

tubo de gás em residência

As instalações de Gás são constituídas basicamente por:

Quer saber mais sobre os reguladores? Acesse o artigo abaixo:

Regulador de Gás: Não compre sem Ler esse Artigo! RW Engenharia

Quer saber mais sobre os medidores de gás? Acesse o artigo abaixo:

Medidor de Gás : Não Deixe de Ler Esse Artigo! RW Engenharia

Testes de estanqueidade em instalações de gás

Um teste de estanqueidade em tubulações de gás tem como objetivo examinar o sistema de forma a garantir que não há nenhum vazamento. Dessa forma, tanto na época de construção como em períodos de manutenção devem ser feitos esses testes, e emitido o laudo de estanqueidade.

O artigo abaixo explica detalhadamente como esse teste é feito:

Teste de estanqueidade em tubulações de gás

Documentação da instalação de gás residencial exigida pela NBR 15526

gás encanado

Como dissemos, o projeto de instalação de gás residencial deve seguir a algumas premissas legais, que visam garantir a segurança e integridade dos usuários. Do ponto de vista burocrático, podemos citar a NBR 15526, que versa sobre a documentação necessária para instalação do sistema.

Conforme item 4.3:

Para a rede de distribuição interna recomenda-se que sejam providenciados, pelo seu responsável, os seguintes documentos:

a) projeto e memorial de cálculo, incluindo isométrico da rede, identificação dos materiais, diâmetro e comprimento da tubulação, tipo e localização de válvulas e acessórios, tipo de gás a que se destina;
b) atualização do projeto conforme construído (“as built”);
c) laudo do ensaio de estanqueidade;
d) registro de liberação da rede para utilização em carga;
e) anotação de responsabilidade técnica (ART) de elaboração do projeto, da execução da instalação e do ensaio de estanqueidade;
f) anotação de responsabilidade técnica (ART) de inspeção ou manutenção (modificação e extensão de instalação), quando houver.

Recomenda-se que os documentos citados estejam sempre disponíveis e de fácil acesso para análise, no local da instalação, preferencialmente fazendo parte integrante da documentação técnica da rede de distribuição interna. Lembre-se de que, diante de uma fiscalização, pode ser necessário apresentá-la. Além disso, caso ainda ocorra um acidente, apesar de todos os cuidados, o responsável pelo local é quem responderá pelo ocorrido.

Outras normas para a instalação de gás

Embora seja de extrema importância, a NBR 15526 não é a única norma para instalação do gás encanado. Existem, na verdade, um conjunto de determinações legais que versam sobre aspectos específicos do sistema. É necessário seguir a todas elas, daí a importância de contar com um serviço profissional. Dentre as principais, podemos ainda citar.

NBR 13103

Essa norma versa mais especificamente sobre a adequação de locais para instalação de aparelhos de gás, bem como dos procedimentos para a sua instalação. Ela determina a necessidade de conhecer o tipo de aparelho e as características do local onde ele vai funcionar. Ao realizar o serviço, o profissional precisará providenciar ainda a documentação, como a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e o certificado de instalação.

Vale lembrar que tais aparelhos não podem ficar em locais totalmente fechados: as aberturas para ventilação, a determinada altura e distância, também constam na norma. Alguns aparelhos contam, inclusive, com chaminés, que precisam direcionar os resíduos a uma área externa. Quanto a construção dos dutos de exaustão, a norma contém alguns anexos para orientação nesse sentido.

NBR 14177

Trata-se de uma legislação mais específica sobre os tubos flexíveis metálicos para instalações de gás combustível de baixa pressão. A premissa básica é que não é qualquer tubo que pode ser usado para passagem de combustíveis: o material, as dimensões e a estrutura interna, bem como as conexões, precisam seguir a certos padrões. Cobre e aço inox são exemplos de materiais permitidos, desde que cada um siga a aplicação correta, de acordo com o ambiente em que será instalado e o fluído que vai conduzir.

Embora se utilize os materiais corretos, alguns ensaios são necessários para garantir o seu bom funcionamento. Tais procedimentos devem contar com a segurança necessária para evitar acidentes com os profissionais envolvidos. Para aplicar um determinado tubo no sistema de gás encanado, é importante que ele tenha passado por todos esses testes. Daí a necessidade de adquirir materiais de fornecedores confiáveis e não aceitar mercadorias sem certificação.

Quando você contrata uma empresa para realizar o projeto e instalação do seu sistema de gás encanado, ela mesma determina os materiais e itens que serão empregados na instalação. Assim, fica mais fácil adquirir os materiais corretamente, já que você vai contar com orientação profissional também para isso.

Manutenção em sistema de gás natural e GLP

Instalação de gás residencial

As normas legais também englobam a questão da manutenção. Conforme Norma 15526:

Além disso, em caso de indícios de vazamento de gás, deve ser realizada inspeção imediata da rede de distribuição interna e tomadas as providências necessárias para a sua identificação e eliminação. O resultado da inspeção precisa ser registrado e deve estar disponível para verificação junto à documentação da rede de distribuição interna.

Também, em caso de indícios de vazamento de gás, deve ser realizada inspeção imediata da rede de distribuição interna e tomadas as providências necessárias para a sua identificação e eliminação. O resultado dessa inspeção também precisa ser registrado e deve estar disponível para verificação junto à documentação da rede de distribuição interna.

Projeto de instalação de gás residencial

Antes de mais nada, ao proceder com a instalação de um sistema de gás residencial, é necessário realizar um projeto. Isso porque, no projeto, serão previstos todos os materiais a serem utilizados e o caminho que a tubulação deverá seguir. Quando cada um desses componentes é conhecido, evita-se surpresas e problemas no momento da instalação. 

Contratar uma empresa de engenharia que realmente conte com profissionais especializados é tudo o que você precisa para obter um sistema funcionalmente eficiente, legalmente aprovado e que atenda às suas necessidades. Esse tipo de serviço permite que você seja atendido desde o projeto até a instalação e teste: ao final, você terá o sistema em funcionamento, com total segurança.

Materiais para instalação de gás residencial

No projeto de gás, também devem constar todos os itens que serão utilizados para a instalação, com as respectivas quantidades. Para você ter uma ideia, listamos abaixo os principais:

Processo de instalação de gás residencial

A instalação da tubulação de gás residencial deve ser totalmente fiel al projeto desenvolvido. Caso contrário, não seria necessária toda essa análise e trabalho prévios. O descritivo de itens que serão usados no sistema com suas respectivas quantidades serve para a correta aquisição das peças. Aliás, a empresa responsável pelo projeto orienta o cliente quanto à onde adquirí-los, as melhores marcas, a importância de material certificado, dentre outras ressalvas.

Além disso, precisamos considerar a questão de que não faltarão ou sobrarão peças na hora da instalação. Uma aquisição correta torna o sistema seguro e evita desperdícios pela compra de quantidades desnecessárias ou transtornos, por ter que correr para adquirir algum item faltante quando o serviço já está em andamento.

Do mesmo modo, a instalação precisa seguir a premissas legais e práticas, conhecidas totalmente somente por profissionais especializados. É por isso que você precisa de uma empresa de engenharia para realizar o serviço. O construtor, o pedreiro, ou mesmo o mestre de obras não tem a formação necessária para todo o conhecimento que deve ser aplicado nesse processo.

Outro ponto importante é que o sistema precisa passar por um teste antes que se comece a utilizá-lo. É necessário garantir que não há vazamentos, antes de simplesmente enchê-lo com o gás e liberá-lo aos usuários. O teste é feito com uso de ar comprimido, cuja despressurização durante o processo indica possíveis vazamentos. Caso ocorram, deverão ser solucionados antes de mais nada. Se estiver tudo certo, basta limpar o sistema e colocá-lo em funcionamento.

Riscos de uma instalação inadequada de gás residencial

Uma tubulação instalada sem projeto, ou mesmo que não segue o que foi determinado nessa fase na hora da instalação, pode colocar muita gente em risco. Os vazamentos de gás podem resultar em explosões ou asfixia por intoxicação. Além disso, existem determinações legais que versam sobre certos cômodos da casa, pelos quais a tubulação não pode passar, por exemplo. Também é necessário haver facilidade no acesso para manutenções. O projeto é uma garantia de que tudo isso seja cumprido.

Cuidados com o seu sistema de gás residencial

Ainda que o sistema de gás tenha sido instalado adequadamente, por empresa competente, é necessário tomar alguns cuidados com relação ao uso. É importante que os locais onde serão instalados os aparelhos que utilizam o gás (fogões, aquecedores, etc.) contem com janelas para que fiquem bem arejados. Lembre-se de que o acúmulo de gás ocasionado por vazamentos pode ser muito perigoso. Dessa forma, manter a ventilação do ambiente é uma forma de evitar tal evento, ainda que um vazamento aconteça.

Além disso, é importante que cada usuário fique atento ao seu consumo. Para isso, a individualização da rede é fundamental. Qualquer discrepância no consumo sem causa aparente pressupõe o risco de vazamento e deve ser averiguada. Sempre que houver esse tipo de suspeita, o ideal é fechar o registro e informar imediatamente à administração. Quanto ao responsável pelo sistema, o primeiro passo deve ser solicitar o teste de estanqueidade, que tem como objetivo identificar e localizar o vazamento. Uma vez identificado e localizado, é hora de providenciar o reparo.

Passo a passo para instalação de gás residencial

Pode ser que você se pergunte o que precisa fazer para instalar gás em seu condomínio, empresa ou residência simples. Na verdade, cada caso é um caso. Entretanto, existem procedimentos padrão que devem ser seguidos em todas as situações.

Visita técnica – O primeiro passo é solicitar uma visita técnica de uma empresa especializada, como a RW Engenharia. Ao escolher quem vai realizar o projeto e a instalação, é importante certificar-se de que a empresa é registrada no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e conta com ao menos um engenheiro em seu quadro de funcionários;
Orçamento – A empresa contratada vai avaliar a sua necessidade e fazer um orçamento para o projeto e a instalação. Aliás, o ideal é contratar uma única empresa que já proceda com essas duas etapas. Assim, você tem a garantia de que o que foi projetado será feito na prática;
Desenvolvimento do projeto – Uma vez fechado com a empresa, o projeto será desenvolvido. Nele, constará o desenho com as dimensões do sistema, além de todo o material a ser utilizado;
Instalação – Aprovado o projeto, procede-se com a instalação;
Teste – Antes de colocar o sistema em uso, são necessários testes que visam detectar vazamentos;
Liberação – Sendo aprovado nos testes, o sistema poderá entrar em funcionamento.

Quem é o responsável pela instalação de gás residencial?

Entender as necessidades de procedimentos e de medidas de precaução e segurança na hora de instalar um sistema de gás residencial é uma forma de atenuar os riscos que já são naturalmente trazidos quando lidamos com combustíveis. Entretanto, não basta contratar um prestador de serviços de construção e esperar que ele faça a instalação, e muito menos tentar fazê-lo por si. A instalação de gás residencial requer cuidados que só serão tomados por profissionais especializados.

O ideal é contar com uma empresa especializada nesse tipo de serviço. Se a mesma empresa realizar o projeto e a instalação, melhor ainda. Isso significa que a prática será condizente com a documentação, o que facilita futuras manutenções e possíveis modificações. Mas caso você já tenha um projeto, é possível ainda contar com serviços especializados na hora da instalação. Há ainda empresas que, além do projeto e instalação, podem realizar as manutenções preventivas do seu sistema e os reparos e testes necessários sempre que houver suspeita e/ou confirmação de vazamento. 

Considerar a regularização da empresa, a sua experiência no mercado e os serviços oferecidos é uma forma inteligente de fazer uma boa escolha. A RW Engenharia, por exemplo, atua há anos no ramo e pode realizar desde o seu projeto, até a instalação e manutenções do seu sistema.

Qual o papel da empresa contratada?

Em síntese, o trabalho da empresa responsável pela instalação do seu sistema de gás vai depender do que foi especificado em contrato. Caso você tenha optado pelo pacote completo, desde o projeto até a finalização, a empresa fica responsável pelo desenvolvimento desse documento e também por colocá-lo em prática. Cabe ao engenheiro designado para realizar o trabalho avaliar, junto com você, quais são as reais necessidades do seu empreendimento, e orientá-lo quanto aos próximos passos a seguir.

Ele também é responsável por seguir a todas as normas legais específicas para esse tipo de sistema e garantir a segurança dos usuários. Por essa razão, deve contar com a formação, conhecimento e experiência necessários para realizar o trabalho com eficiência e segurança. Em síntese, se o plano contratado também inclui manutenções, elas precisam seguir a correta periodicidade, sendo que qualquer falha encontrada demanda investigação e solução.

Vale lembrar ainda que as manutenções são necessárias, ainda que tudo pareça correr em perfeita harmonia. Além disso, um pacote com assistência técnica significa que a empresa deve enviar um técnico responsável pela inspeção sempre que o cliente entrar em contato, relatando suspeitas de vazamento ou outros problemas.

Por que contratar a RW Engenharia?

A RW Engenharia é a melhor opção para você que está em Belo Horizonte e precisa instalar o sistema de gás encanado. Além de contar com todas as certificações necessárias e profissionais capacitados na área, ela ainda oferece alguns diferenciais, como a experiência no mercado, a transparência na hora das negociações, e os pacotes completos. Dessa forma, podemos acompanhá-lo desde a ideia do sistema até a assistência técnica.

Vantagens de um sistema de gás residencial

O gás encanado traz diversas vantagens aos usuários. Uma das principais é o maior controle sobre o consumo. Dessa forma, é possível mensurar facilmente quanto do fluído cada um utiliza mensalmente e assim programar-se para manter as contas em dia. Para que essa cobrança aconteça de forma mais justa, entretanto, o ideal é que o sistema utilizado seja o individual. Embora seja muito pouco comum hoje em dia, ainda existem condomínios que contam com sistemas coletivos, nos quais há apenas um medidor para todos os usuários e todos os meses acontece o rateio da conta.

Entretanto, sempre há tempo para fazer a individualização do sistema, de modo que cada um pague exatamente pelo que utilizou, evitando assim problemas e conflitos. Outro grande diferencial está mais relacionado à praticidade no dia a dia. Um botijão de gás pode acabar a qualquer hora, fazendo com que o usuário precise deslocar-se ou aguardar a entrega de um novo. Com o gás encanado, não há esse problema: o abastecimento é contínuo. Além disso, tratando-se de um sistema que passa por manutenções periódicas, a segurança também é maior que no uso de botijões.

Em síntese, utilizar gás encanado em sua empresa ou residência pode trazer muitas vantagens ao seu dia a dia. Entretanto, devido aos riscos que um sistema em mau funcionamento apresenta, é importantíssimo que todo o trabalho seja realizado por uma empresa especializada, como a RW Engenharia.

O que achou do nosso artigo? Não deixe de comentar abaixo

5 respostas

  1. Bom dia possuo um buffet é preciso de só uma resposta que tipo de tubo uso para instalação o botijão de gás P45 a distancia do fogão para ele é +/- 15 metros ? muito obrigado .

  2. Olá,
    Uma padaria industrial que fica ao lado de minha casa emite um cheiro de gas forte.
    O que fazer? Este cheiro é normal?

  3. Caro companheiro, tudo que você descreve com relação a esta matéria, e de fato super importante, porem eu acrescentaria as NBRs 13103 e 14177.

    1. Bom dia Dagoberto,

      Bem lembrado
      NBR 13103
      Instalação de aparelhos a gás para uso
      residencial – Requisitos

      NBR 14177
      Tubo flexível metálico para instalações de gás combustível de baixa pressão

      ATt

      Felipe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.