Em tempos de arrocho na economia, a aquisição de um novo apartamento talvez esteja fora de cogitação ou ficará para o futuro. A opção mais viável e com resultados impressionantes será a reforma do seu apartamento. Um novo ambiente, novas cores, uma parede aqui e outra substituição ali pode custar mais caro do que orçamento previsto se não houver um bom planejamento. E como calcular a reforma do apartamento?

Você já ouviu seu vizinho ou algum amigo dizendo que gastou muito mais do estava prevendo na reforma do seu apartamento. Mas, com bom planejamento, você pode reformar seu cantinho gastando pouco. Para isso, vários fatores irão influenciar. Pesquisa de preços dos materiais faz toda diferença. Comprar todo o material em uma única loja pode gerar bom desconto no valor final. Contratar uma empresa de confiança e com credibilidade no mercado garante qualidade no trabalho e evita gastos e desgastes no futuro. Como organizar a reforma do apartamento?

 

Nesse artigo você irá aprender:

Entendendo a reforma do apartamento

E se o apartamento não for meu?

Quais são as leis que regem uma reforma?

Contratações e custos na a reforma do apartamento

Como pagar uma reforma de apartamento?

 

reforma-apartamento

 

Entendendo a reforma do apartamento

reforma-do-apartamento

 

É possível começar definindo quais ambientes serão reformados. Por exemplo, a reforma do banheiro, talvez exija a troca do encanamento ou a posição deles. Será inevitável quebrar parte da cerâmica. Talvez você não encontre o mesmo modelo, marca e cor, forçando a troca completa do piso. Mas, você pode economizar em longo prazo. Trocar louça sanitária por um novo modelo que utiliza válvulas de controle da quantidade de água utilizada gera economia e contribui com a redução do valor da conta e você se adapta aos frequentes alertas de racionamento para a reforma do apartamento.

Se o apartamento for pequeno, as opções são limitadas, mas, você pode ampliar o conforto e a praticidade investindo na iluminação, novas cores ou retirando uma parede para ampliar um cômodo (lembrando de consultar um engenheiro sobre essa possibilidade). Painéis decorativos é uma boa dica para um corredor sem uso. Com menos metros quadrados à disposição, a criatividade de um bom arquiteto pode fazer diferenças incríveis no projeto final. Logicamente, que aumentar os espaços não criará automaticamente mais liberdade de passagem.

Uma boa decoração com menos itens, mas, bem escolhidos satisfará esse desejo. Em decoração, menos é mais. Na internet, há dicas incríveis para transformar objetos sem uso em bonitas peças decorativas ou utilizar o que você já tem de uma forma que valoriza o ambiente sem sobrecarregar, seja na quantidade, na posição ou nas cores.

 

E se o apartamento não for meu?

e-se-o-apartamento-nao-for-meu

 

No apartamento alugado, será necessária autorização do proprietário ou da imobiliária responsável antes de colocar uma parede abaixo. Alguns proprietários permitem a reforma do apartamento e abatem o valor gasto nos aluguéis. Com outros, não tem negociação. Pode fazer, mas sem abatimentos. De qualquer forma, para quem deseja mais conforto ou para quem quer mudar o visual do “apê” sem grandes modificações físicas, uma reforma é sempre bem-vinda, especialmente quando o arquiteto ou o designer de ambientes consegue captar a ideia que você tem em mente e materializa o seu desejo.

 

Quais são as leis que regem uma reforma?

 

quais-sao-as-leis-que-regem-uma-reforma-do-apartamento

 

Mas, lembre-se que, antes de iniciar a reforma do apartamento, é necessário consultar leis municipais que definem licenças, alvarás e autorizações para determinados tipos de reforma, principalmente se afetará o projeto original ou poderá comprometer a estrutura física como retirada ou inserção de paredes ou troca de portas e/ou janelas.

Para isso, foi criada a NBR 16280, uma norma técnica que define que a instalação de um equipamento como um ar-condicionado ou uma instalação elétrica exige a contratação de um responsável técnico que ficará responsável por definir quando, como e onde cada mudança poderá ser feita, ou não.

Para não ter problemas futuros, seja na reforma ou com vítimas de trabalhos malfeitos, a lei exige uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) deste profissional, o que garante que ele é credenciado ao Conselho Regional de Engenharia (CREA) e, portanto apto a conduzir a reforma do seu apartamento dentro do que estabelece a lei. Isso resulta em mais segurança para você, sua família e seus vizinhos.

 

Contratações e custos na a reforma do apartamento

 

custo-alvara

 

Contratar um amador que chega quebrando paredes sem calcular os riscos e sem analisar a planta, pode resultar em um acidente durante a reforma ou posteriormente. E a responsabilidade civil cairá sobre o contratante ou o síndico que não conferiu ou autorizou o trabalho amador.

E como calcular o custo final? Isso depende de muitos fatores. A região onde você mora definirá o valor cobrado pela mão-de-obra e o custo do material. O nível de acabamento definirá o uso de marcas mais populares ou de produtos específicos, o que pode aumentar o custo consideravelmente. Pense por exemplo, no azulejo do banheiro. Se você quer continuar com o atual, depois da demolição de algumas partes, será necessária uma peregrinação por lojas que trabalham com estoques específicos ou quantidades reduzidas de modelos que não são mais encontrados em qualquer loja.

Quanto mais antigo o modelo ou a peça, maior será o trabalho para encontrar e o preço que irá se pagar pela reforma do apartamento. Por outro lado, se decidir trocar toda a cerâmica, é possível que encontre um bom desconto na quantidade ou encontrando um modelo com estoque final. Muitas lojas fazem boas promoções na troca do estoque, dando descontos para quem adquirir o que resta do atual.

Não se esqueça de considerar quanto tempo demora a reforma do apartamento. Se você iniciar a reforma em um período chuvoso, isso também incidirá sobre o valor total. Se a reforma for da varanda, o clima com chuva poderia atrapalhar ou até impedir de se realizar trabalhos como reboco ou pintura. Mais dias de obra significam maior custo e mais stress com prazos que talvez não possa ser cumpridos até a entrega programada.

Continuar morando no apartamento que está sendo reformado, além de bem desgastante, também aumenta o prazo de entrega. Afinal, ficar arrastando e cobrindo móveis e a preocupação constante com a limpeza, certamente atrasarão a reforma. Caso seja possível, defina com a empresa contratada o período mínimo necessário para a reforma e tente mudar por alguns dias para a casa de um familiar ou conhecido. Logicamente, se a reforma for apenas de um cômodo ou de uma área externa, o incômodo é menor é dá para conciliar sua rotina com as modificações.

Também é importante considerar o edifício que você mora. Grandes prédios ou condomínios têm normas específicas sobre horário da entrada do material, uso de elevadores ou barulhos provocados e tempo de obra total. Contratar um profissional ou uma empresa que atenda a todas as normas definidas pelo condomínio, pode não ser tão fácil e também pode onerar o valor da reforma do seu apartamento.

Como engenheiro um alerta que eu dou sempre é nunca pagar todo serviço contratado antecipadamente, já vi várias pessoas que ficaram na mão de profissionais sem honestidade, ou mesmo demoraram um tempo maior para entregar o serviço.

 

Como pagar uma reforma de apartamento?

 

Infelizmente, não é possível utilizar o FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, em reforma de imóveis. A lei do fundo de garantia permite seu uso na compra e construção; amortização ou liquidação do saldo devedor e pagamento de parte do valor das prestações. Porém, bancos públicos e privados têm linhas de crédito específicas para reforma do seu apartamento, sendo a mais conhecida a ConstruCard, da Caixa Econômica Federal.

Ao pesquisar o profissional ou a empresa que poderá fazer a reforma do seu apartamento, gaste um bom tempo em busca de referências. Pesquise na internet se há reclamações registradas ou processos. Peça indicações de obras já realizadas e converse com os proprietários para saber como foi desde a contratação, se os prazos foram cumpridos, se houve preocupação em economizar e se a limpeza foi satisfatória.

A experiência mostra que, na maioria das vezes, preço não é o fator determinante. Desconfie daqueles que prometem muita coisa em um trabalho muito rápido por um valor bem abaixo do que o mercado pratica. Consulte as leis do seu condomínio ou prédio e procure por empresas que sejam capazes de cumprir o que determina o regimento interno. Boas empresas e profissionais referenciados prezam pela qualidade e por terem condições de cumprirem com o compromisso assumido. Escolha aquele que tem currículo e que atende a legislação, explicando o que pode e o que não pode e que seja cadastrado em entidades representativas.

Há, e uma última dica: apegue-se ao seu orçamento e planejamento inicial. Não se empolgue em querer fazer mais do que havia planejado e não se deixe encantar por cada novidade que você vê quando entra em uma loja. Em tempos de crise econômica, o melhor é concluir a reforma do seu apartamento gastando apenas o que foi planejado e sem dívidas futuras. Assim, você curte o novo visual sem preocupações.

Pequeno ou grande, com muito ou pouco dinheiro para investir, é importante tomar boas decisões antes de iniciar a reforma do seu apartamento. Onde moramos é nosso porto seguro. O local onde recarregamos nossas energias e passamos momentos agradáveis ao lado de quem amamos. Uma reforma significa tornar este ambiente mais aconchegante e especial. É revitalizar o espaço e a mente.

Com bom planejamento e organização, você poderá ter um novo banheiro, um quarto mais amplo ou uma cozinha mais prática e confortável para receber sua família e amigos. Está pronto para começar a reforma do seu apartamento? Boa pesquisa, paciência, escolha correta dos profissionais e criatividade poderão transformar seu “apê” em um espaço único e com a sua cara. Mãos à obra!

 

reforma-apartamento

 

Eng. Felipe Wagnerfelipe-autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.