Medição de Aterramento tem como objetivo medir a resistividade do solo que nada mais é que uma medida de quanto o solo resiste ao fluxo de eletricidade. É um fator crítico na concepção de sistemas que dependem de passagem de corrente através da superfície da terra.

Sabendo disso a RW engenharia dispõe de uma equipe de técnicos capacitadas a realizar qualquer tipo de medição de aterramento seguindo as normas da ABNT NBR 5419 e NBR 5410 da ABNT.

Nesse artigo iremos abordar os detalhes de extrema importância para sua segurança, a saber:

 

Definição de Medição de Aterramento

Método Wenner

Método de Schlumberger

Medição de aterramento e Corrosão

Conclusão

 

Definição de Medição de Aterramento

Aterramento:

 

aterramento elétrico

 

Um aterramento é uma conexão elétrica direta à terra, uma conexão a um ponto particular em um circuito elétrico ou eletrônico, ou uma conexão indireta que funciona como resultado da capacitância entre o equipamento e a terra ou uma grande massa de material condutor.

A ligação à terra é importante porque fornece um nível de tensão referência (chamado potencial zero ou potencial de terra) contra o qual todas as outras tensões num sistema são estabelecidas e medidas. Uma conexão elétrica efetiva também minimiza a susceptibilidade do equipamento à interferência, reduz o risco de danos ao equipamento devido a raios, elimina o acúmulo eletrostático que pode danificar os componentes do sistema e ajuda a proteger o pessoal que conserta os sistemas elétricos, eletrônicos e de computador. Com efeito, um terra elétrico drena qualquer acumulação indesejada de carga elétrica. Quando um ponto é conectado a uma boa terra, esse ponto tende a ficar em uma tensão constante, independentemente do que acontece em outras partes do circuito ou sistema. A terra, que forma o fundamento último,

 

Medição de Aterramento

medição de aterramento

O princípio da medição de aterramento é a compreensão da resistividade do solo e como ela varia com a profundidade dele, isso é necessário para projetar o sistema de aterramento em uma subestação elétrica ou sistema de SPDA (sistema de proteção contra descarga atmosférica) mais conhecido como “para raios”.

É necessário para a concepção de aterramento eletrodos para subestações e sistemas de transmissão de alta tensão de corrente contínua.

Na maioria das subestações, a terra é usada para conduzir a corrente quando existem aterramento no sistema.

Em geral, existe algum valor acima do qual a impedância da ligação à terra não deve subir e alguma tensão de passo máxima que não deve ser excedida para evitar pôr em perigo pessoas e animais.

O valor de resistividade do solo está sujeito a grande variação, devido à umidade, temperatura e conteúdo químico. Valores típicos são:

 

A unidade SI de resistividade é o ohmmetro (Ω-m)

 

Uma vasta gama de valores típicos de resistividade do solo pode ser encontrada na literatura. Military Manual 419 (MIL-HDBK-419A) contém tabelas de referência e fórmulas para a resistência de vários padrões de hastes e fios enterrados em solo de resistividade conhecida. Sendo livres de direitos autorais, esses números são amplamente copiados, às vezes sem reconhecimento.

 

Como a qualidade do solo pode variar muito com a profundidade e sobre uma ampla área lateral, a estimativa da resistividade do solo com base na classificação do solo fornece apenas uma aproximação grosseira. Medições de resistividade reais são necessárias para qualificar completamente a resistividade e seus efeitos no sistema de transmissão geral.

 

Vários métodos de medição de resistividade são freqüentemente empregados:

 

Método Wenner

 

O método Wenner de quatro pinos, como mostrado na figura acima, é a técnica mais comumente usada para medições de resistividade do solo. Utilizando o método de Wenner, o valor aparente da resistividade do solo é:

vencedor

vencedor 2

 

Onde

Ρ E = resistividade aparente medida do solo (Ωm)

A = espaçamento dos eletrodos (m)

B = profundidade dos eletrodos (m)

R W = resistência de Wenner medida como “V / I” na Figura (Ω) Se b é pequeno em comparação com a , como é o caso de sondas penetrando no solo apenas para uma curta distância (como normalmente acontece), a equação anterior pode ser

 

Método de Schlumberger

 

No método de Schlumberger a distância entre a sonda de tensões é a e as distâncias da sonda de tensão e da sonda de corrente são c (veja a figura acima).

Schlumberger

Usando o método de Schlumberger, se b é pequeno comparado com a e c , e c > 2a , o valor aparente da resistividade do solo é:

schu2

 

Onde

Ρ E = resistência ao solo aparente medida (Ωm)

A = espaçamento do eletrodos (m)

B = profundidade dos eletrodos (m)

C = espaçamento do eletrodos (m)

R S = resistência Schlumberger medida como “V / I” na Figura (Ω)

 

 

Medição de aterramento e Corrosão

 

A resistividade do solo é um dos fatores que determinam a corrosividade do solo. A corrosividade do solo é classificada com base elétrica da resistência do solo pelo British Standard BS-1377 como segue:

Ρ E <10 Ωm: grave

 

Conclusão

Um engenheiro elétrico que compreende os vários elementos de um aterramento adequado, ligação e sistemas de aterramento está melhor posicionado para aconselhar os clientes sobre práticas adequadas nesta área. Uma compreensão aguda dos requisitos das NBR’s também poderá ajudá-lo a desenvolver um sistema de aterramento eficiente.

 

medição de continuidade

ENG. ROBERTO WAGNERroberto Wagner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.