Projeto  de SPDA surge em resposta a um problema concreto. Elaborar um projeto de SPDA é, antes de mais nada, contribuir para a solução de problemas, transformando IDÉIAS em AÇÕES. O documento chamado PROJETO é o resultado obtido ao se “projetar” no papel tudo o que é necessário para o desenvolvimento de um conjunto de atividades a serem executadas: quais são os objetivos, que meios serão buscados para atingi-los, quais recursos serão necessários, onde serão obtidos e como serão avaliados os resultados.

 

Nesse artigo você vai aprender sobre:

 

 

 

Antes de iniciar o projeto de SPDA- Gerenciamento de Riscos :

norma nbr 5419

 

Antes de iniciar um projeto de SPDA é preciso conforme NBR 5419 na sua segunda parte analisar as perdas e riscos do estabelecimento antes mesmos de projetar

Conforme a NBR 5419: “Esta Parte da ABNT NBR 5419 tem o proposito de fornecer um procedimento para a avaliação de tais riscos. Uma vez que um limite superior tolerável para o risco foi escolhido, este procedimento permite a escolha das medidas de proteção apropriadas a serem adotadas para reduzir o risco ao limite

ou abaixo do limite tolerável.”

Deve ser avaliado:

1.1  As Fontes dos danos

-Descargas atmosféricas na estrutura;

-Descargas atmosféricas perto da estrutura;

-Descargas atmosféricas na linha;

-Descargas atmosféricas perto da linha.

 

1.2 Tipos de danos

-Ferimentos aos seres vivos por choque elétrico;

-Danos físicos;

-Falhas de sistemas eletroeletrônicos.

 

1.3 Tipos de perdas

Perda de vida humana (incluindo ferimentos permanentes);

Perda de serviço ao público;

Perda de patrimônio cultural;

Perda de valores econômicos (estrutura, conteúdo, e perdas de atividades).

 

2.1 Risco

-Risco de perda de vida humana (incluindo ferimentos permanentes);

-Risco de perda de serviço ao público;

-Risco de perda de patrimônio cultural;

-Risco de perda de valores econômicos.


Fonte: NBR 5419/ 22.06.2015

 

 

– Etapas básicas para elaboração de projeto de SPDA- Definir os Resultados:

 

projeto de spda

 

Após essa análise é preciso esclarecer quais são os resultados desejados e entender qual é o principal objetivo do SPDA conforme a norma sugere na sua terceira parte:

Geralmente, o SPDA é composto por dois sistemas de proteção: sistema externo e sistema interno.

O SPDA externo é destinado a:

— interceptar uma descarga atmosférica para a estrutura (por meio do subsistema de captação),

— conduzir a corrente da descarga atmosférica para a terra de forma segura (por meio do subsistemade descida),

— dispersar a corrente da descarga atmosférica na terra (por meio do subsistema de aterramento).

O SPDA interno é destinado a reduzir os riscos com centelhamentos perigosos dentro do volume de proteção criado pelo SPDA externo utilizando ligações equipotenciais ou distância de segurança(isolação elétrica) entre os componentes do SPDA externo (como definido em 3.2) e outros elementos eletricamente condutores internos à estrutura.

As principais medidas de proteção contra os riscos devido às tensões de passo e de toque para os seres vivos consistem em:

  1. a) reduzir a corrente elétrica que flui por meio dos seres vivos por meio de isolação de partes condutoras expostas e/ou por meio de um aumento da resistividade superficial do solo;
  2. b) reduzir a ocorrência de tensões perigosas de toque e passo por meio de barreiras físicas e/ou  avisos de advertência.

 

O que um projeto de SPDA deve contemplar conforme NBR 5419

 

Preferencialmente, o próprio projeto da estrutura deve viabilizar a utilização das partes metálicas desta como componentes naturais do SPDA afim de reduzir os custos de instalação.

A documentação do projeto do SPDA deve conter toda a informação necessária para assegurar uma correta e completa instalação, a saber:

Detalhamento

Desenho sobre a planta

Memorial,etc…

 

O SPDA deve ser projetado e instalado por profissionais habilitados e capacitados para o desenvolvimento dessas atividades, a saber:

 

 

Como Elaborar um projeto de SPDA

 

 

Obter todas as informações do empreendimento/cliente (plantas, histórico, projeto estrutural,etc..) e fontes escritas sobre as expectativas dele.

Faça seu planejamento:

Os resultados destas atividades define seu escopo. Depois de saber todos os detalhes do escopo, identifique o trabalho necessário para realizá-lo e faça seu cronograma.

Defina as tarefas de cada membro de sua equipe

Mostrar esta informação em uma Matriz de Responsabilidades.

.Estime as necessidades de recursos para esse projeto

Depois de especificar os recursos específicos necessários e quando você precisa deles e identificar pessoas que possam satisfazer essas necessidades, rever o seu diagrama de rede e cronograma para refletir quaisquer diferenças entre as capacidades e disponibilidade das pessoas que você solicitar.

Resumindo:

Identificar, analisar, planejar e checar.

 

Como cobrar um projeto de SPDA?

 

Existem várias maneiras, entre elas:

 

 

Quais benefícios o cliente alcança com um projeto de SPDA?

 

Evita surpresas durante a execução do sistema de SPDA;

Desenvolve diferenciais competitivos;

Antecipar situações desfavoráveis;

Facilitar  as decisões do responsável pela obra;

Aumentar o controle gerencial.

Reduz o custo de execução

Ajuda a comparar possíveis propostas

 

 

Executar Projeto de SPDA é obrigatório?

 

Conforme visto é necessário um estudo de gerenciamento de risco, com laudo e responsabilidade técnica assinado por um engenheiro isentando a edificação do seu uso.

 

Quem pode fazer projeto de spda?

 

Conforme DECISÃO NORMATIVA Nº 070, DE 26 DE OUTUBRO DE 2001

Art. 1º As atividades de projeto, instalação e manutenção, vistoria, laudo, perícia e parecer referentes a Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas-SPDA, deverão ser executadas por pessoas físicas ou jurídicas devidamente registradas no CREA.

– engenheiro eletricista;

– engenheiro de computação;

– engenheiro mecânico–eletricista;

– engenheiro de produção, modalidade eletricista;

– engenheiros de operação, modalidade eletricista;

Deverá ser registrada uma ART para cada tipo de pára–raios projetado e/ou fabricado.

Quando as ARTs relativas às atividades de instalação elétrica/telefônica exigirem a instalação de SPDA, esta deverá estar explícita na respectiva ART.

 

 

Conclusão

 

A organização do projeto de SPDA em um documento nos auxilia a sistematizar o trabalho em etapas a serem cumpridas, compartilhar a imagem do que se quer alcançar, identificar as principais deficiências a superar e apontar possíveis falhas durante a execução das atividades previstas. Já que é um processo participativo desde o começo, pois não se pode realizar soluções sem a participação de todos os envolvidos, o projeto de SPDA se torna uma FERRAMENTA DE TRABALHO, um INSTRUMENTO GERENCIAL, um PONTO DE CONVERGÊNCIA de pessoas. Conceitualmente, o projeto de SPDA é a menor unidade administrativa de qualquer plano ou programa. Um bom projeto de SPDA escrito tem que mostrar-se capaz de comunicar todas as informações necessárias

 

Outros Artigos que podem te ajudar:

>>Aterramento Residencial Elétrico–Aprenda Como ele funciona!

>> Como um para raio funciona?  

>> Mitos e Verdades sobre “para raios”-SPDA

>> O que acontece quando um raio atinge uma casa?

 

Precisa de instalação, manutenção e projeto de SPDA “para raio” no seu estabelecimento ou condomínio em Belo Horizonte ou Minas Gerais?
Entre em contato com a RW Engenharia!
* visita sem custo para condomínios na região metropolitana de BH

Faça Contato com a RW Engenharia

 

ENG. ROBERTO WAGNER

engenheiro elétrico roberto Wagner

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.